domingo, 28 de janeiro de 2018

Para refletir...(29/01/18) - Muitas Bolinhas... Muitas Alegrias

"Muitas são as aflições do justo, mas o SENHOR de todas o livra" (Salmos 34:19).

Um homem decidiu guardar uma bola de gude em um jarro para cada uma de suas preocupações. No final do ano, ele saberia quantos problemas o haviam preocupado durante o período. No último dia do ano, viu que o jarro estava cheio, mas, não conseguia lembrar de uma só das preocupações que o motivaram a guardar as bolinhas de gude." (Rupert Green)

Quantas vezes perdemos a paz por coisas insignificantes? Quantas noites perdemos o sono por uma dificuldade que logo desapareceu? Quantas vezes murmuramos e nos queixamos de Deus por algo que logo veremos ser muito bom para nós?

O choro de um dia pode ser o cântico de outro. O fracasso de uma empreitada pode ser um glórias a Deus logo depois. A angústia de um final de semana, quem sabe, será o regozijo de toda uma vida.

Se quisermos fazer como o homem de nossa ilustração, que o façamos com um propósito diferente. Podemos guardar bolinhas de gude em um jarro, por cada luta ou obstáculo enfrentado, somente para saber, no final do ano, de quantos problemas o Senhor nos livrou e quantos motivos temos para louvar o Seu nome.

Que tenhamos muitas bênçãos para agradecer a Deus, exemplificadas por uma grande quantidade de bolas de gude guardadas!

Paulo Barbosa
Um cego na Internet
Cel Oi: 31 98990-8757
Tel USA: 407 309-3311
paulobarbosa@ministeriopararefletir.com.br
www.ministeriopararefletir.com.br
Ministério Para Refletir - 21 anos de bênçãos

Para refletir...(25-28/01/18) - É Bom Receber... E Dar, Também

"... de graça recebestes, de graça dai" (Mateus 10:8).

Professora: "Se você tivesse três maçãs e eu lhe pedisse uma, com quantas você ficaria?"
Aluno: "Três"

Muitas vezes, uma anedota narra coisas sérias, que mostram nossas atitudes verdadeiras. Não é raro acontecer conosco o que vimos na ilustração inicial.

O menino era tão egoísta que não disfarçou isso em uma simples pergunta matemática. E nós fazemos o mesmo! Deus nos pede um tempo para usar em Sua obra e nós rejeitamos. Nos pede uma parte do amor que Ele mesmo nos dá e nós recusamos obedecer. Nos pede uma pequena porção da fé que colocou em nosso coração e não estamos dispostos a usá-la. E por que?

Somos egoístas, incrédulos, arrogantes, vaidosos. Pensamos só em nós mesmos, nos nossos interesses pessoais, em guardar o que temos e ainda buscar mais, para ter mais. E os demais...? Cada um que cuide de si!

Somos cristãos, mas, não brilhamos como Cristo deseja. Vamos ao culto, mas, não fazemos parte do culto. Temos o nome na lista de membros de uma igreja, mas, muitas vezes, não temos o nome colocado no Livro da Vida. Dizemos que Jesus é nosso Senhor, mas, na verdade, agimos como se fôssemos o senhor de nossas vidas.

Eu quero repartir as bênçãos que Deus me dá. E você?

Paulo Barbosa
Um cego na Internet
Cel Oi: 31 98990-8757
Tel USA: 407 309-3311
paulobarbosa@ministeriopararefletir.com.br
www.ministeriopararefletir.com.br
Ministério Para Refletir - 21 anos de bênçãos

Para refletir...(24/01/18) - Felicidade Que Contagia Até Árvores E Pedras

"Saireis com alegria e em paz sereis guiados; os montes e os outeiros romperão em cânticos diante de vós, e todas as árvores do campo baterão palmas" (Isaías 55:12).

"Quase sempre a maior ou menor felicidade depende do grau da decisão de ser feliz." (Abraão Lincoln)

Até que ponto desejamos ser felizes? Que preço estamos dispostos a pagar e quais de nossos prazeres estamos dispostos a renunciar para alcançar a felicidade?

A palavra do Presidente americano está correta. Depende de nós! Depende somente de um "sim". Depende de nossa decisão de abrir ou não o coração para o Senhor Jesus. Depende de crermos que com Cristo, mesmo enfrentando lutas e problemas, seremos verdadeiramente felizes. Ele é a nossa segurança, a nossa vitória, a nossa felicidade.

"Eu quero ser feliz, mas..." Não existe um "mas" quando buscamos a alegria verdadeira e a realização de nosso propósito de viver a felicidade mesmo ainda aqui neste mundo. Se eu desejo ser feliz, preciso vencer os obstáculos do caminho. E um dos obstáculos é o "mas". Quando Jesus nos alcança, nenhum "mas" consegue ficar em nossa frente!

Se sou feliz no Senhor, meu caminhar é alegre em todo tempo, a paz me acompanha em qualquer situação, até as árvores e as pedras do caminho percebem a presença de Deus em minha vida. Isso é vida abundante, é verdadeira felicidade.

Paulo Barbosa
Um cego na Internet
Cel Oi: 31 98990-8757
Tel USA: 407 309-3311
paulobarbosa@ministeriopararefletir.com.br
www.ministeriopararefletir.com.br
Ministério Para Refletir - 21 anos de bênçãos

Para refletir...(19-23/01/18) - Maior Que Orelha De Elefante

"Ninguém há semelhante a ti, ó SENHOR; tu és grande, e grande é o poder do teu nome" (Jeremias 10:6).

Uma mulher, ao entrar em uma lanchonete, viu um aviso: "Pagaremos 10 dólares se pedir um sanduíche que não possamos fazer". Ela pensou um pouco e solicitou um sanduíche de orelha de elefante. Depois de vários minutos, a garçonete retornou e entregou a ela uma nota de 10 dólares. "Não podemos fazer o sanduíche que a senhora pediu". "Eu tinha certeza de que não conseguiriam", disse a mulher. "Onde poderiam achar uma orelha de elefante?" concluiu. "Oh, o problema não foi a orelha de elefante", disse a garçonete, "não pudemos encontra um pão tão grande para fazer o sanduíche".

Ao ler esta anedota na net, lembrei-me de nossa condição de grandes pecadores. Onde seria possível encontrar um amor tão grande como nossos pecados? O amor de Deus é muito maior! Onde seria possível encontrar recursos tão grandes para pagar toda a nossa dívida com mentiras, rebeldia, ingratidão, indiferença, etc? O Senhor Jesus pagou tudo com a generosidade de oferecer Sua vida na cruz! Onde seria possível se achar uma capacidade de transformação e mudança de vida, para fazer de um pecador uma grande bênção nas mãos de Deus? O Senhor tem esse poder! E Ele o usou em nós, tirando-nos da morte para uma vida abundante e eterna! Aleluias!

Quando paramos à beira do caminho, olhamos para trás e vemos o que éramos, o que tínhamos, os problemas de uma vida sem alegria, sem objetivos, cheia de decepções, compreendemos o tamanho da misericórdia e do amor do nosso amado Salvador. Que grande bênção foi encontrá-lo e experimentar dias de regozijo e grandes vitórias.

Grande presente que o Senhor nos deu!

Paulo Barbosa
Um cego na Internet
Cel Oi: 31 98990-8757
Tel USA: 407 309-3311
paulobarbosa@ministeriopararefletir.com.br
www.ministeriopararefletir.com.br
Ministério Para Refletir - 21 anos de bênçãos

Para refletir...(17-18/01/18) - A Habilidade De Vencer

"Tirai-lhe, pois, o talento e dai-o ao que tem dez. Porque a todo o que tem se lhe dará, e terá em abundância; mas ao que não tem, até o que tem lhe será tirado" (Mateus 25:28, 29).

Há algum tempo atrás, foi publicado na revista Reader's Digest, um pequeno artigo sobre um grupo de gaivotas que estava morrendo de fome em Santo Agostinho. Não estavam morrendo devido à falta de comida e sim porque perderam a habilidade de pescar. Por anos elas dependeram das sobras que escapavam das redes de pescadores. Quando estes deixaram o local, movendo-se para longe, as gaivotas começaram a morrer de fome. Elas perderam a habilidade natural de pescar porque por muito tempo não a usaram. É uma regra da natureza. Se você não usar o que tem, será tirado de você.

Esta mesma lição é vista na parábola dos talentos. O servo que não usou seu talento o teve retirado. Isso acontece também conosco. Deus nos dá dons, habilidades, capacidade para proclamar o Seu Evangelho. Ele nos dá porque confia em nós, porque deseja contar conosco na Sua obra, porque quer nos usar para a salvação dos perdidos.

E o que acontece quando negligenciamos o que Deus nos dá? Ele retira de nós o que nos confiou. Ele nos dá a fé para grandes conquistas, mas, de que adianta a fé se não a exercitamos? Ele nos dá amor pelos carentes de amor, mas, esses esperarão por muito tempo se não usarmos o amor que Deus nos dá. Ele nos dá a capacidade de lutar e vencer, mas, morreremos espiritualmente se não avançarmos por medo das derrotas.

Deus nos deu talentos e nós vamos usá-los, agora... sempre.

Paulo Barbosa
Um cego na Internet
Cel Oi: 31 98990-8757
Tel USA: 407 309-3311
paulobarbosa@ministeriopararefletir.com.br
www.ministeriopararefletir.com.br
Ministério Para Refletir - 21 anos de bênçãos

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Para refletir...(15-16/01/18) - Quem Deve Fazer?

"Entrega o teu caminho ao SENHOR, confia nele, e o mais ele fará" (Salmos 37:5).

"Se você demorar longo tempo para decidir o que fazer com sua vida, acabará achando que foi você quem fez." (Pam Shaw)

Em quem você tem confiado para traçar os caminhos de sua felicidade? Em você mesmo ou em Deus? Quem conhece melhor o caminho para o verdadeiro sucesso, você ou Deus? Quem pode orientar você para ter uma vida abundante e eterna? Você acha que é Deus ou que não precisa dEle?

Quando confiamos nossa vida e nossos caminhos a Deus não estamos dizendo que não precisaremos fazer coisa alguma. Deus nos orienta e nos abençoa para que saibamos como e a melhor hora de fazer qualquer coisa. Confiamos nEle e sabemos que nossas atitudes serão vitoriosas.

Quando deixamos Deus de lado em nossos propósitos, acabamos não realizando nada ou, pior ainda, realizando muito e não obtendo sucesso algum. Quando entregamos nossos caminhos ao Senhor, podemos iniciar a jornada com a certeza de que chegaremos ao lugar almejado e alcançaremos a vitória sonhada.

Deus fará tudo por nós, ou seja, nos ajudará a tomar as decisões acertadas, a não desanimar diante dos obstáculos, a seguir adiante quando precisarmos avançar e a parar um pouco quando o descanso se fizer necessário. Ele organizará a nossa vida e nós precisaremos apenas crer que a vitória já está garantida.

Quem faz os planos de sua vida?

Paulo Barbosa
Um cego na Internet
Cel Oi: 31 98990-8757
Tel USA: 407 309-3311
paulobarbosa@ministeriopararefletir.com.br
www.ministeriopararefletir.com.br
Ministério Para Refletir - 21 anos de bênçãos

Para refletir...(12-14/01/18) - Aparência De Anjo

"Então, a mulher foi a seu marido e lhe disse: Um homem de Deus veio a mim; sua aparência era semelhante à de um anjo de Deus" (Juízes 13:6).

Um viajante chegou cansado à porta de um cristão e solicitou um lugar para passar a noite. O cristão mostrou certa relutância e repugnância diante do pedido do viajante. Este começou a citar várias passagens das Escrituras e enfatizou que a Bíblia nos diz que, sem o saber, muitas vezes hospedamos anjos. O cristão, então, disse: "Sim, eu sei, mas não creio que um anjo do céu possa ter cheiro de bebida alcoólica."

É muito importante que nós, cristãos, tenhamos o cheiro e a aparência de um cristão. Não podemos enganar a ninguém apenas com palavras. É preciso atitudes, testemunho, vida colocada diante de Deus. Aquele viajante falava como cristão, conhecia a Palavra como um cristão, mas era suficiente olhar para ele para saber que não era um cristão.

Como é bom ter o Senhor no coração! Como é bom que, mesmo que não digamos quem somos, todos percebem que somos do Senhor. Jesus é visto em nós, no nosso caminhar, no nosso sorriso, nas nossas mãos estendidas, no amor que demonstramos ao lidar com aqueles que estão próximos.

Em nosso trabalho, precisam saber que somos cristãos autênticos. No local de nossos estudos, todos precisam sentir a presença do Senhor em nossas vidas. Os nossos vizinhos sabem que somos cristãos, nossos parentes não têm dúvidas de que somos cristãos. Nós olhamos para o espelho e não vemos farsa e nem características de um ator que finge ser o que não é.

Podemos não ter cheiro de bebida e nem aspecto externo ruim, como o viajante de nossa história inicial, mas, e o resto, mostra Jesus em nossas vidas?

Paulo Barbosa
Um cego na Internet
Cel Oi: 31 98990-8757
Tel USA: 407 309-3311
paulobarbosa@ministeriopararefletir.com.br
www.ministeriopararefletir.com.br
Ministério Para Refletir - 21 anos de bênçãos

Seguidores